Tags

, , , , ,

Quando eu era pequena, meu sonho era ter uma piscina em casa. Depois virei adolescente e queria um sistema de caixas de som que se espalhasse pela casa inteira (isso existe e tem nome, mas eu não lembro qual é). Agora que sou grande, desenvolvi um novo fetiche. A estante-biblioteca.

Uma parede coberta de livros, livros e mais livros

Uma parede coberta de livros, livros e mais livros

Uma vez, falando sobre isso com uma amiga, ela garantiu que conhecia um dono de sebo que vendia livros por metro, para decoração de casas de ricos e novos ricos. Que a decoradora chegava com uma listinha escrito “livros de arte – 2 metros”, “literatura brasileira – 1,25 metro”, “clássicos – 27 unidades” etc. Eu sei qual sebo é, mas ela pediu muito para não falar. Um tempo depois saiu, acho que na revista da folha, uma matéria sobre gente que fazia, artesanalmente, só as lombadas dos livros, já em bloquinhos de uns 30 centímetros, especialmente para quem queria pagar de culto para as visitas. Uau, hein? Eu, pessoalmente, quero encher a minha de livros de verdade, todos lidos e com manchas de dedos.  Estou planejando se coloco ela perto da mesa de jantar ou do sofá. Não por nenhum motivo especial, é que com as varandas e a cozinha aberta são as únicas paredes que restam na sala. Seguem idéias:

Esta é da ikea. Atenção à escadinha.

Esta é da ikea. Atenção à escadinha.

A Tulipa, clássico da bauhaus, perto da mesa de jantar

Perto da mesa Tulipa, clássico da bauhaus (que eu queria também!)

Mais uma preto da mesa, mais bem recheada

Mais uma (duas) perto da mesa, mais bem recheadas

Branquinha básica

Branquinha básica

Anúncios