Tags

, , , , , , ,

A Melissa morava* num prédio incrível na Rua José Bonifácio, pertinho da prefeitura, bem em frente àquela saída do Metrô Anhangabaú que fica fechada aos domingos. Os mais velhos vão lembrar dali como o finado endereço da Woodstock Discos.

Woodstock discos, em seus tempos áureos. Foto da internet.

Woodstock discos, em seus tempos áureos. Foto da internet.

Ao lado da portaria, fica um quadro com recortes de jornal que mostram a revitalização da construção, que já foi um hotel. Alguns passos à frente encontram-se os elevadores, originais, daqueles com poço vazado e porta-sanfona de grades.

São vários apartamentos por andar, e até por causa de sua função original (o já mencionado hotel), o espaço é diminuto. Mas as janelas com vista para a 9 de julho e  o comecinho da 23 e o pé direito altíssimo compensam, tornando impossível a sensação de aperto.

O da Melissa tinha cerca de 40 m², na minha estimativa amadora. Uma sala comprida com um quarto do lado direito e uma mini-cozinha do outro lado, no canto que dá acesso ao banheiro, também pequeno. E ela fez milagres com a decoração, deixando tudo lindo, com cara de exclusivo, aconchegante e sempre arrumadinho. Abaixo, o álbum de fotos.

* Há quinze dias mudou-se para a Avanhandava, pois a proprietária pediu o apartamento de volta.

Anúncios